Menu fechado

Vídeo: COMO FAZER UMA PENEIRA COM BAMBÚ (TAQUARUÇÚ)


Dona Maria Luiza é incansável, está sempre em movimento, as mãos sempre ocupadas e tem sempre uma boa história para contar.

Esta senhora de 67 anos é guardiã de tesouros. Sabe tecer qualquer coisa em bambú, desde covos de pesca, que ela ainda usa para pegar peixes no rio, até bercinhos minúsculos para as mães darem nos chás de bebês. E o melhor de tudo é que ela adora ensinar e é dona de uma didática toda dela.

Na cozinha é um azougue, faz bolos e bolinhos, paçoça no pilão, feijoada de pobre (termo que ela criou), todo tipo de doce da roça, não tem o que essa mulher não saiba fazer. Se não souber ela inventa. Diz ela que quando não sabe, ela dorme e de noite sua cabeça ensina tudinho como tem que ser feito! E olha que deve ser uma aula rápida, que ela dorme apenas 3 horas por noite, para desespero do seu Ivair, o esposo.

Dona Maria Luiza não conta para todo mundo, mas sabe fazer alguns remédios com plantas, os quais ela só prepara na hora da precisão mesmo, para parentes e amigos. “Essas coisa é milhor não fazê propaganda, senão o povo vai forma fila na minha porta e acabô meu sossego.”

Um dia desses em sua casa na periferia de São José, entre um papo e outro, ela falou que ia subir no pé de abacate para pegar goiaba para a gente comer. Eu cá comigo pensei: — “Será que a mulher endoidou? Apanhar goiaba em abacateiro?” — Mas que nada, é que um galho mais fino da goiabeira entrava pelo pé abacate e para apanhar as frutas era mais seguro subir neste último.

Aliás, subir em pé de fruta não é problema para esta elétrica senhora magricela. Diz ela que se Deus botou as frutas no mundo Ele tinha que dar um meio da gente ir lá em cima pegar as melhores, que são as que pegam mais sol. O que Deus fez? “Armô uma escadinha de gáio em cada árvi pra facilitá nossa vida. A escadinha tá lá, só não enxerga quem não qué!”

Ah, esqueci de dizer que estamos convidados, minha esposa e eu, para uma feijoada de pobre que ela vai nos preparar. Adivinha quem vai matar e limpar o porco! Sim, ela mesma, dona Maria Luiza!

Eita muié sacudida essa dona Maria Luiza!

Ver no Youtube

42 Comentários

  1. Mardânio Militão

    Incrível ouvir e perceber como essas pessoas agem, falam e se relacionam sem nenhum indício de autoridade interna ou externa. Apenas vão lá e fazem o que tem que ser feito, sem estardalhaço, sem se propagandear especialista nisto ou naquilo… vida sem egoísmo. Lindo de ver! Aqui na cidade estamos todos doentes psicologicamente falando. Tudo que fazemos tem como fundo o objetivo de agradar ou ser agradado, de atingir metas, de ser reconhecido pelo outro com o fim de obter sucesso pessoal nessa vindita e guerrilha mental na qual se transformou a sociedade. Vivemos em constante batalha por aqui. E a natureza tão abundante, dando de sobra… ainda encontro meu cantinho na roça, ah se encontro….

  2. Paulo Gomes

    Bacana Chico! Sou admirador do seu trabalho e seu amigo de longa data.
    Agora me diz onde esta este taquaruçu onde ela colheu a matéria prima para fazer o trabalho? Estou região fotografando os tipos de bambu e observando as diferenças com a bibliografia que tenho para acrescentar os nomes regionais.
    Obrigado.

  3. Milly oliver

    Legal esse jeito de fazer,onde eu nasci e fui criada a gente vivia disso,eu fazia várias por dia,pena que não é tão valorizada,pq a gente se cortava muito com isso e corria muito perigo no mato pra tirar a taboca ,sinto muita saudade de fazer, não vejo a hora de volta pra minha terra e fazer oq eu fazia antes

  4. Antonio Carlos Rosendo

    Fico feliz de que a Dona Maria Luiza ainda mantém viva essa tradição que poucos sabem e fico mais feliz ainda por saber que hoje ela usa a sabedoria do artesanato para oder angariar produtos para ajudar pessoas necessitadas. Novamente parabéns Chico e Adriana por mais em excelente vídeo.

  5. Maria Das Graças Da Silva

    Chico abelha essa senhora está fazendo um lindo trabalho essas pessoas que precisamos no mundo para uma uma vida melhor parabéns amigo agora você está fazendo um lindo trabalho de pessoas que vivem na roça você está de parabéns parabéns para essa mulher que tem muita disposição com a idade que tem continua lutando pela a sobrevivência um abraço pra todos da família

Deixe uma resposta