Menu fechado

veja como fazer um perfeito agora!

Currículo primeiro emprego: veja como fazer um ideal agora!
Currículo primeiro emprego: veja como fazer um ideal agora!
Currículo primeiro emprego: veja como fazer um ideal agora!

Currículo primeiro emprego: veja como fazer um ideal agora! O currículo para primeiro emprego é o primeiro passo para conquistar uma vaga no mercado de trabalho. Ok, a tarefa não é simples e é bem possível que você passe algumas horas em pânico, pensando que, sem experiência, você não tem conteúdo para preencher os principais campos do documento.

No entanto, se você tiver um pouco de calma, vai acabar descobrindo informações muito interessantes para chamar a atenção do recrutador e mostrar seu potencial. Vamos fazer isso juntos?

O que escrever no currículo para primeiro emprego

O que não pode faltar?

  • Informações pessoais
    O primeiro currículo começa como qualquer currículo: com informações pessoais (nome, nacionalidade, estado civil e idade), endereço e formas de contato (telefone e email).
  • Objetivo
    No campo objetivo profissional, como sua carreira está apenas começando, você pode indicar apenas sua área de interesse. Por exemplo, “estágio na área financeira” ou apenas “área financeira”.
  • Formação acadêmica
    Em seguida, descreva sua formação acadêmica. Aqui, é importante descrever nome do curso + nome da instituição + ano de conclusão.
  • Idiomas
    É importante dizer qual seu grau de conhecimento em cada idioma listado, inclusive com nível de proficiência, se houver.
  • Cursos extras
    Inclua os cursos que estiverem ligados à área em que você está buscando uma vaga.
  • Informações adicionais
    A partir de então, para preencher o campo “informações adicionais” ou “outras informações”, você precisa resgatar da memória tudo o que pode diferenciar o seu cv dos concorrentes. Vamos lá:

Para aumentar as chances de conseguir emprego

Você se destacou em alguma matéria na faculdade?

Se você se saiu muito bem em algum assunto da faculdade, pode relatar esse feito no currículo para primeiro emprego. De forma objetiva – evitando adjetivos – você pode demonstrar que tem habilidade e gosta do assunto.

Você participou de atividades extras, voluntariado?

Se você participou de voluntariado, projetos especiais, teatro, equipe de esportes vale a pena incluir isso no currículo para primeiro emprego. Essas atividades indicam que você pode ter desenvolvido algumas competências, como trabalho em equipe, e liderança, por exemplo.

Oportunidades

Essa é a hora de utilizar a internet a seu favor: procure vagas em classificados on-line, bem como nos links de “Trabalhe Conosco” nos sites das empresas. Outra boa estratégia é ficar atento ao mural da faculdade ou de instituições que oferecem cursos e qualificação.

Tente expandir sua rede de contatos (professores, colegas, empregadores) para divulgar sua busca e encontrar mais oportunidades.

Cuidados

Evite e-mails muito descolados ou diferentes, que tenham apelidos e expressões informais.

Esse é o momento de abrir uma nova conta, mais profissional, e acessá-la todos os dias, para não perder convites para entrevista, testes on-line e outras seleções de emprego.

Avise às pessoas que moram na sua casa que você enviou muitos currículos e espera ligações. Reforce a importância de anotar os dados (empresa, telefone, endereço e ponto de referência) de quem entrou em contato.

Ajuda profissional

Em caso de muita dificuldade, busque ajuda de um orientador vocacional. Certamente, o profissional vai tentar conhecer seus desejos, identificações, habilidades e afinidades. Assim, fica mais fácil elaborar um documento que destaque competências e qualificações.

Veja o que deve ficar de fora do Currículo

Título

“Muitas pessoas ainda usam ‘Curriculum Vitae’, um termo ultrapassado”, conta a assessora de carreira Elen Souza. Ela garante que o item é desnecessário.

Foto

De acordo com especialistas de RH, esse item só deve ser incluído se essa for uma exigência para a vaga desejada. Neste caso, a imagem deve ser 3×4, ter boa qualidade e priorizar uma postura profissional.

Número de documentos

“As empresas, em sua maioria, só necessitam destes dados no momento da contratação”, explica Elen. Além disso, é importante tomar cuidado com essas informações. “Lembre-se que qualquer pessoa pode ter acesso ao seu currículo”, alerta.

Pretensão salarial

Assim como a foto, este item só deve ser incluído em casos nos quais a empresa solicita. “É importante demonstrar flexibilidade. Um emprego com salário um pouco mais baixo, porém com muitos benefícios, pode ser o desejo de muitos profissionais”, atenta Elen Souza.

Assinatura

Alguns documentos que pedem assinatura no final, como uma carta, por exemplo. Nesse caso, é algo totalmente dispensável.

Personalidade

O mais recomendável é não destacar esses atributos e falar (ou demonstrar) as qualidades na entrevista de emprego.

Desta forma, aposte em informações objetivas, que demonstrem o desejo de crescimento profissional. Além disso, mencione trabalhos voluntários, cursos, estágios, projetos, entre outros.

Artigo Original

Deixe uma resposta