Menu fechado

Veja aqui como fazer para recuperar sua senha do ENEM e participar do SISU

enade enem mec exame nacional aluno estudante faculdade ensino

Veja aqui como fazer para recuperar sua senha do ENEM e participar do SISU. Você participou do Enem e não se lembra da senha para participar do Sisu, o sistema informatizado do MEC para a inscrição em vagas de ensino superior das instituições públicas? É bem fácil recuperá-la. O primeiro passo é acessar a Página do Participante. Lá é possível consultar dados de edições anteriores e redefinir sua senha de acesso.

Responda ao desafio de figuras solicitado no campo. Logo após, insira seu CPF e informe sua senha, mesmo que você não se lembre. No passo seguinte, clique em “recuperar senha”. Ela vai ser enviada para seu e-mail cadastrado ou você pode alterar o e-mail caso não tenha mais acesso a ele. Neste caso, será preciso lembrar o e-mail anterior e responder a perguntas de confirmação. Caso precise informar um novo endereço eletrônico, clique em “alterar e-mail”. Se não, clique em “enviar senha”.

Ao clicar em “enviar senha”, a nova senha será enviada ao e-mail cadastrado. Caso não encontre, aguarde uns minutos ou procure na caixa de spam.

Assim que tiver a nova senha, digite-a no sistema para prosseguir. Qualquer outra dúvida ou dificuldade para acessar a senha pode ser tratada diretamente com a Central de Atendimento por meio do número 0800 616161.

s inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) iniciam nesta terça-feira, 4 de junho, com os maiores números de vagas e cursos ofertados e de instituições participantes para o período na década. São 59.028, 1.731 e 76 em todo o país, respectivamente. O prazo segue até as 23h59 de 7 de junho. Os interessados devem acessar o site do Sisu.

Para concorrer às vagas públicas, os candidatos devem ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtido nota acima de zero na redação.

Em relação ao mesmo período do ano passado, houve crescimento de 11,8% no número de instituições participantes — na edição de 2018 eram 68. Nesta edição, 64 cursos a mais estão disponíveis aos candidatos, o que representa um aumento de 3,8% na comparação com o processo seletivo de 2018, quando havia 1.667.

Em todo o país, Administração, Pedagogia e Ciências Biológicas são cursos com mais opções, com 1.996, 1.989 e 1.748 vagas, respectivamente. A quantidade de vagas aos estudantes também subiu, alcançando 3%. No Sisu do segundo semestre de 2018 foram disponibilizadas 57.271 vagas.

Os estados com mais vagas são Rio de Janeiro (12.937), Minas Gerais (8.479), Bahia (6.745) e Paraíba (5.990). A instituição com maior oportunidade é a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), que oferece 4.388 vagas.

O resultado da chamada regular sai em 10 de junho. As matrículas devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. O prazo para manifestar interesse na lista de espera é de 11 a 17 de junho. A convocação ocorre após o dia 19.

Nota de corte 

Durante o período de inscrição, uma vez por dia, o Sisu calcula a nota de corte, que é a menor nota para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados.

As notas de corte para cada curso são baseadas no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. O cálculo é usado apenas com uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição e não garante a seleção para a vaga ofertada.

O candidato do Sisu pode solicitar até duas opções de vaga, especificando, em ordem de preferência, as suas opções em instituição de educação superior participante, com local de oferta, curso e turno, e a modalidade de concorrência.






Artigo Original

Deixe uma resposta