Menu fechado

saiba como fazer para manter a segurança em dia

saiba como fazer para manter a segurança em dia

Os freios são de longe um dos componentes mais importantes quando falamos de segurança veicular.

Por isso, fazer a manutenção dos freios regularmente, além de prolongar a vida útil das peças, previne o desgaste de outros itens e ainda zela pela segurança dos passageiros.

Manutenção dos freios: saiba como fazer para manter a segurança em dia
Manutenção dos freios: saiba como fazer para manter a segurança em dia

Como fazer a manutenção dos freios?

Quando se tem um veículo, cabe ao proprietário fazer a manutenção do automóvel a fim de garantir tanto a sua segurança, quanto a dos passageiros e demais motoristas. Tendo em vista que um carro sem freio representa um perigo e pode provocar sérios acidentes de trânsito.

Por isso, é importante ter em mente as peças que compõem o sistema de freios e que devem ser analisadas na hora da manutenção:

  • Pedal
  • Servo freio (hidrovácuo)
  • Fluido de freio
  • Cilindro mestre
  • Mangueiras e canos
  • Pastilhas de freio e lonas
  • Discos de freio e tambores

Leia ainda: Como cuidar do câmbio automático em 5 passos

Quando fazer a manutenção preventiva do freio?

Essa é uma informação que pode variar de acordo com a marca e modelo de carro. No entanto, o motorista pode consultar essa e outras informações diretamente no manual do automóvel.

Apesar disso, podemos dizer que os materiais que compõem o sistema têm diferentes graus de desgaste. Desta forma, tanto a reparação quanto a completa substituição podem ocorrer em momentos diferentes.

No entanto, na maioria dos modelos, a manutenção dos freios deve ocorrer a cada 10 mil quilômetros rodados.

Contudo, tenha em mente que isso não passa de uma noção básica, uma vez que, dependendo da utilização do veículo, os motoristas podem precisar antecipar a manutenção.

Como saber que está na hora de fazer a manutenção do freio

Alguns sinais de desgaste do freio são bem comuns e estão entre eles:

  • Trepidação no volante
  • Barulho de “ferro com ferro”
  • Pedal de freio baixo
  • Pedais enrijecidos

Quando trocar a pastilha de freio?

Esse é o tipo de pergunta em que a resposta vai depender exclusivamente dos hábitos do motorista.

Quanto mais o motorista acionar o freio, mais a pastilha será gasta. Sendo assim, menor será sua vida útil e mais rápido ela precisará ser trocada.

Por exemplo, quem dirige em centros urbanos, onde o uso do freio se faz mais necessário por conta do trânsito intenso, provavelmente precisará fazer a troca das pastilhas mais rapidamente comparado às pessoas que dirigem no interior, onde o fluxo de carros é menor e o freio não precisa ser acionado tão frequentemente.

Em casos de desgaste de pastilha, o carro terá dificuldade para frear. Por isso, o ideal é fazer a troca das pastilhas de 20 a 40 quilômetros rodados.

Essas são apenas algumas das muitas maneiras de fazer a manutenção do veículo e andar com o carro sempre em dia com conforto, praticidade e segurança.

Leia mais: Como fazer a manutenção veicular e ter o carro sempre novo

Artigo Original

Deixe uma resposta