Menu fechado

Revisão da Aposentadoria do INSS: Quando posso solicitar a revisão e como fazer? – Jornal Contábil

Revisão da Aposentadoria do INSS: Quando posso solicitar a revisão e como fazer? – Jornal Contábil

A aposentaria é um benefício previdenciário muito esperado pela maioria dos brasileiros, não é mesmo? Apesar de ser muito comentada, ela ainda desperta várias dúvidas, justamente pelo fato de a legislação previdenciária ser extremamente complexa. Sendo assim, um dos assuntos que promove então, os mais diversos questionamentos é a revisão de aposentadoria. 

Você sabe o que é revisão de aposentadoria, quando e como ela deve ser solicitada? 

Então continue acompanhando o artigo para assim, entender tudo o que você precisa saber sobre a revisão de aposentadoria!  

Boa leitura! 

Entenda o que é aposentadoria 

A aposentadoria é um benefício da Previdência Social concedido pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) aos seus segurados. Segurados são as pessoas que fizeram as contribuições mensais ao órgão e por isso garantiram então, o direito de ser resguardadas durante a velhice ou em casos de doença, morte, entre outros direitos determinados por lei. 

Segundo a Lei 8.213/1991, a Previdência Social tem o objetivo de:

“assegurar aos seus beneficiários meios indispensáveis de manutenção, por motivo de incapacidade, desemprego involuntário, idade avançada, tempo de serviço, encargos familiares e prisão ou morte daqueles de quem dependiam economicamente”. 

Existem vários tipos de aposentadoria:

Cada uma possui suas regras e critérios específicos, sendo que esses precisam então, ser avaliados para a revisão de aposentadoria. 

Saiba em que situações pedir a revisão de aposentadoria

Agora que você entende melhor o que é aposentadoria, então, é importante salientar em quais casos é preciso solicitar assim, a revisão desse benefício, ou seja, a revisão de aposentadoria. Isso significa que mesmo segurados que já recebem a aposentadoria, podem assim, ter o valor do benefício alterado em determinados momentos. 

Confira algumas das principais circunstâncias que fazem isso acontecer: 

  • aumento de tempo de contribuição;
  • aumento de tempo de contribuição de trabalho rural;
  • inclusão de tempo de trabalho em regime diverso;
  • inclusão de tempo averbado em ação trabalhista. 

A revisão pode ser solicitada até 10 anos após a aposentadoria. Depois disso, ocorre a decadência e não será mais possível solicitar a revisão do benefício. 

Veja como fazer a revisão de aposentadoria 

Se compreender que necessita realizar uma revisão de aposentadoria, o segurado possui duas opções para fazer isso: 

A primeira é entrar no site do MEU INSS e solicitar um recurso para que o órgão avalie o benefício. Nesse caso, o acompanhamento do processo também é realizado pelo site. 

A segunda alternativa é procurar um advogado especializado em direito previdenciário para entrar com o pedido de revisão através dos meios jurídicos. Geralmente, esse recurso é utilizado quando a primeira opção é indeferida ou quando a pessoa não tem certeza de que possui o direito de revisão. 

Em muitos casos, fazer a revisão da aposentadoria pode significar aumentar o valor do benefício, o que é uma notícia muito boa para segurados que dependem da quantia para as suas necessidades básicas. 

Como vimos, não é preciso esperar para realizar a solicitação, ela pode ser feita assim que você identificar a possibilidade ou sempre que um profissional indicar a necessidade.

Dica extra: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social.

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana?

Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática: Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Conteúdo original Macedo Advogados

Artigo Original

Deixe uma resposta