Menu fechado

Portabilidade de Financiamento de Imóveis – Como Fazer? • Agência Notícias

Portabilidade de Financiamento de Imóveis – Como Fazer? • Agência Notícias

É possível realizar a portabilidade do financiamento do seu imóvel para conseguir taxas de juros menores e diminuir o valor final da dívida.

Há algo que acontece com mais frequência do que nós podemos imaginar no mercado de imóveis: a pessoa realiza a compra de um imóvel por meio de um financiamento imobiliário, que é intermediado por um banco e, depois de algum tempo, encontra condições melhores de pagamento em outro banco. Será que é necessário manter o acordo com o banco até o final ou existe a possibilidade de continuar o pagamento das parcelas de outra forma?

Saiba que é, de fato, possível fazer a realização da portabilidade de financiamento imobiliário. Com isso, você pode ter acesso a condições de pagamento que são mais tranquilas para a sua atual situação financeira e consegue pagar o restante das parcelas com muito mais tranquilidade. Continue acompanhando que vamos falar um pouco mais sobre isso durante o decorrer deste texto!

Como funciona a portabilidade de financiamento de imóveis?

Para dar início à portabilidade de um financiamento de imóveis, a pessoa que foi beneficiada com o valor do financiamento precisa descobrir se há algum outro banco que seja capaz de oferecer taxas mais competitivas e esteja disposto a receber a dívida para dar continuidade a ela.

Após a negociação ser realizada, é feito o envio da proposta para que o banco onde o financiamento foi feito, a princípio, possa analisar o caso. Ele terá um período de até 5 dias para apresentar uma contraproposta que possa ser considerada atrativa para tentar convencer o cliente a desistir da portabilidade.

Se o titular do financiamento decidir que pretende realizar a mudança mesmo após a apresentação de uma contraproposta, fica a cargo do novo banco fazer a quitação da dívida que o cliente tinha com o banco anterior e, a partir daí, assumir a documentação do crédito.

Regras de realização da portabilidade

É necessário ressaltar que os bancos são proibidos de realizar cobrança por realização de portabilidade de financiamento de imóveis e, por isso, é muito importante que você desconfie se tentarem te cobrar alguma tarifa pela realização desse tipo de serviço.

Para garantir o máximo de segurança durante todo o processo, ele é realizado diretamente entre os bancos e há também uma fiscalização do Banco Central, de modo que o compartilhamento de informações do financiamento do imóvel aconteça. Isso faz com que a portabilidade aconteça de forma mais prática e rápida.

Há uma outra regra que é extremamente importante: a restrição da mudança de prazo. Não é possível fazer a solicitação de um prazo maior para quitar o financiamento quando realizar a portabilidade. Isso foi imposto para evitar que o consumidor tente usar o procedimento de portabilidade como desculpa para adiar os pagamentos.

Quais são as vantagens da portabilidade de financiamento de imóveis?

Portabilidade de financiamento de imóveis vale a pena se for comprovado que o gasto final será melhor do que no banco onde o financiamento foi feito inicialmente. É fundamental que as taxas de juros do novo banco sejam mais baixas do que as do banco anterior.

Para ter a garantia de que o valor final da dívida após a portabilidade do financiamento de imóveis será inferior, é importante realizar a comparação do custo efetivo total (CET) entre os bancos. Ele mostra quais são os valores de juros e outras taxas que são cobradas na realização do financiamento. Então, por mais que o novo banco apresente taxas de juros menores, ainda existe também a necessidade de conferir se o CET será, de fato, menor nessa nova fase, para ter a certeza absoluta de que a troca seria, de fato, a opção mais viável para manter um pouco das economias. É importante fazer tudo com muita atenção antes de efetivar a assinatura do contrato de portabilidade.

Por Ricardo R.

Portabilidade de financiamento de imóveis

Artigo Original

Deixe uma resposta