Menu fechado

Horta em casa e apartamento: como fazer e o que plantar

Horta em casa e apartamento: como fazer e o que plantar

Pode parecer difícil e até uma tarefa impossível, mas é sim viável ter uma horta em casa ou em apartamentos sem grandes dificuldades. Tudo vai depender da organização do espaço (e da boa vontade em conseguir!).

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

De acordo com o paisagista Alexandre Fabri, hortas em lugares pequenos podem ser cultivadas em vasos, vasos suspensos, jardineiras ou direto no canteiro, dependendo do espaço. No entanto, é essencial que as hortaliças recebam sol direto pelo menos durante uma parte do dia.

Mas por que ter uma horta?

A nutricionista Ana Paula Gava explica que cultivar alimentos em casa é interessante porque os produtos orgânicos são mais saborosos, nutritivos e possuem um aroma mais intenso. “Vale ressaltar que, produzindo o seu próprio alimento, você saberá a procedência do que você está comendo”, frisa ela.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Além disso, o ato de cultivar plantas sempre é algo positivo, pois ele aproxima o indivíduo da natureza, o que pode funcionar como hobby. “Podemos observar que hospitais hoje valorizam muito o verde, optando por vasos nas áreas comuns para trazer qualidade de vida aos pacientes”, completa Fabri.

Como fazer uma horta em casa

Em casas com quintal ou varanda, o plantio pode ser feito direto no solo, em jardineiras ou vasos de cerâmica, cimento e plástico. Em ambientes sem espaço externo, o paisagista Alexandre recomenda procurar colocar os vasos perto de janelas (ou encaixadas na borda da janela ou mesmo pendurados).

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

O que plantar

No caso de casas que possuem um espaço um pouco maior do que apartamentos, a nutricionista Ana Paula Gava recomenda:

  • Acelga
  • Couve
  • Alface
  • Espinafre
  • Agrião
  • Cenoura

Benefícios da horta orgânica

No geral, os folhosos verdes, como acelga, couve, alface, espinafre, agrião, são ótimas fontes de fibras solúveis e insolúveis que contribuem com o trânsito intestinal e são ricos em clorofila. Além disso, são ótimas fontes de cálcio e ferro. Por isso, possuem ações benéficas sobre o sistema imunológico, são antioxidantes e auxiliam no tratamento da anemia.

Em relação à cenoura, essa é rica em vitamina A, que também possui propriedades antioxidantes, atua na prevenção do envelhecimento precoce da pele, fortalece o sistema imunológico, além de proteger a visão.

Já para quem gosta ou quer plantar chás, Ana Paula recomenda o cultivo de alguns tipos mais específicos, como:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

  • camomila
  • jasmine
  • menta
  • erva cidreira

A nutricionista explica que eles auxiliam no processo de digestão e que a camomila, o jasmine e a erva cidreira ajudam a diminuir a ansiedade e colaboram para uma boa noite de sono.

Além disso, a especialista também afirma que, plantando, o indivíduo conhece as técnicas pelas quais aquele alimento foi submetido. Ou seja, a pessoa estará consumindo alimentos orgânicos, livres de agrotóxicos, pesticidas convencionais ou fertilizantes.

Horta em apartamento ou espaços pequenos

No caso de hortas em apartamento ou espaços menores, o ideal seria distribuir as hortaliças na varanda ou quintal, se tiver, porque é melhor para o desenvolvimento das plantas, de acordo com o paisagista Alexandre Fabri.

Se não houver um espaço externo, ainda é possível montar uma pequena horta sempre nas regiões próximas às janelas. Dessa forma, as plantas receberão a iluminação que precisam e crescerão adequadamente.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

O que plantar

Nesses casos, a nutricionista Ana Paula Gava recomenda alguns temperos e hortaliças fáceis para o plantio. Confira a lista:

  • Hortelã
  • Salsinha
  • Cebolinha
  • Alecrim
  • Coentro
  • Tomilho
  • Orégano
  • Manjericão
  • Pimentas

Benefícios dos temperos

“Esses temperinhos possuem propriedades antibactericidas. Ajudam no combate a infecções, como infecção urinária por exemplo, são antioxidantes, anti-inflamatórias, diuréticas e ajudam na digestão”, afirma Ana Paula.

Ela ainda acrescenta que alguns estudos indicam o coentro e o tomilho no combate a doenças degenerativas como Alzheimer. “Já a pimenta é rica em capsaicina, composto que ajuda na queima da gordura”, ela explica. Portanto, se torna grande aliada de quem quer perder peso.

Como cuidar de horta

As hortaliças devem estar sempre bem regadas. Isso, é claro, se elas receberem sol direto até 2 vezes por dia, durante a manhã e o final da tarde, pois desidratam e murcham muito facilmente.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Por outro lado, se houver ausência de insolação direta, a rega deve ser controlada, tocando o solo com o dedo. Se ele estiver úmido, não se deve molhar mais. “Isso porque, se houver pouca incidência de sol a tendência é durar pouco, pois acabam estiolando (ficando altas e fracas) e posteriormente morrendo”, explica Alexandre Fabri.

O paisagista ainda lembra a importância do preparo do solo. “Deve-se usar substrato próprio para horta, pois ele já vem adubado e com bastante matéria orgânica. É vendido em lojas especializadas ou magazines com setores de plantas”, aconselha.

Embora seja possível comprar mudas em vasos já prontos, o Fabri também recomenda plantar manualmente os alimentos por meio de sementes.

Plantas medicinais

O poder das plantas medicinais

Fitoterápicos: entenda como os medicamento à base de planta agem

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

10 fitoterápicos que trazem benefícios à saúde

Artigo Original

Deixe uma resposta