Menu fechado

Equipe Red Bull F1 mostra como fazer pit stop em gravidade zero

Equipe Red Bull F1 mostra como fazer pit stop em gravidade zero

Depois de bater o recorde de pit stop mais rápido da história da Fórmula 1 três vezes em 2019, a equipe Red Bull resolveu buscar um novo desafio. Para mostrar que seus mecânicos são realmente bons de serviço, ela levou alguns deles para trocar pneus em gravidade zero, em parceria com a agência espacial Roscosmos, no Centro de Treinamentos Yuri Gagarin, em Star City, na Rússia.

O desafio aconteceu no interior do avião de treinamentos Ilyushin II-76K, que simula a experiência da ausência de gravidade por pouco mais de 20 segundos enquanto voa em queda livre, despencando de uma altura de 10 mil metros em um ângulo de 45 graus. Além do carro, um RB1 de 2005, estavam na aeronave 16 mecânicos.

Se nas pistas eles gastam menos de dois segundos para trocar os quatro pneus do bólido, no ar o trabalho foi bem mais demorado e difícil. De acordo com o mecânico chefe da Red Bull Joe Robinson, um dos participantes do evento, até mesmo uma tarefa bem simples como apertar uma porca se tornou extremamente complicada na falta de gravidade.

(Fonte: Red Bull/Divulgação)

Em entrevista ao site oficial da companhia, Robinson revelou que, apesar das dificuldades, a experiência foi marcante: “Foi uma oportunidade única na vida e, honestamente, eu poderia ter ficado e feito isso o mês todo. Foi fantástico. Eu acho que é a coisa mais legal e divertida que a equipe de demonstração ao vivo já fez com um carro de show”, disse ele.

Veja o pit stop em gravidade zero da Red Bull

Antes de realizar o desafio no ar, os mecânicos da Red Bull passaram por treinamentos intensivos com cosmonautas russos que duraram uma semana, para se acostumar aos efeitos dos voos Zero-G.

Depois disso, eles embarcaram no avião Ilyushin II-76K juntamente com o carro que pesa 400 kg para as gravações.

Confira o resultado no vídeo abaixo:

Cupons de desconto TecMundo:

Artigo Original

Deixe uma resposta