Menu fechado

Engenheiro aeroespacial descobriu como fazer a Apollo 11 da Lego voar

Não é tão desafiador quanto aterrissar um par de astronautas na Lua, mas o engenheiro aeroespacial e talentoso hacker de brinquedos Adam Woodworth conseguiu aprimorar o conjunto Apollo 11 Lunar Lander da Lego com todos os motores e componentes eletrônicos necessários para ele realmente voar e, assim, recriar esse pouso memorável novamente.

Além dos minibonecos de astronauta que parecem ter sido emprestados do set de um filme de ficção científica, o Apollo 11 da Lego é uma recriação incrivelmente fiel do módulo lunar e seus estágios de subida e descida. Isso é ótimo para colecionadores e fãs das missões Apollo da NASA, mas não tão bom se você é um engenheiro tentando encontrar espaço para baterias, controladores e um monte de eletrônicos que são muito mais poderosos do que o que impulsionou a verdadeira missão Apollo 11.

Foto: Adam Woodworth

Woodworth teve que fazer algumas modificações personalizadas no modelo para conseguir encaixar tudo, mas ele conseguiu manter a aparência do conjunto — na maior parte. O único aprimoramento impossível de esconder foi um conjunto de quatro pás de hélice e motores elétricos na parte de baixo da sonda. Sem os benefícios da gravidade reduzida da Lua, Woodworth precisou usar uma lâmina de hélice de tamanho específico para criar sustentação suficiente para colocar o modelo no ar, e isso exigia que os adereços se sobrepusessem para ajustá-los às restrições de tamanho do equipamento de pouso da Eagle.

O modelo pode nunca deixar a órbita da Terra, ou a sala de Woodworth, considerando o quão complicado parece ser pilotá-lo. Mas talvez ainda possamos convencer Damien Chazelle a fazer um filme sobre essa conquista também?

Artigo Original

Deixe uma resposta