Menu fechado

Empreender no Instagram: como fazer seu instabusiness bombar – Revista Glamour

Empreender no Instagram: como fazer seu instabusiness bombar - Revista Glamour

O que é, o que é? Parece passatempo, mas é oportunidade de negócio. O Instagram! Isso mesmo: ter um perfil comercial e vender unicamente pela rede se tornou alternativa para 1. Quem precisa fazer renda extra; 2. Aqueles que sonham transformar o hobby em business. As chances de sucesso são altas, afinal, mais de 200 milhões de instagrammers* ativos visitam, pelo menos, um perfil comercial por dia.


75% das mulheres que gerenciam pequenas empresas acreditam que a rede é a melhor para expressar seus negócios visualmente (Foto: Ilustração Brunna Mancuso)

A empreendedora Julia Amaral, de 31 anos, garante que é zero loucura abrir uma empresa online e fazer da rede um ganha-pão. Ela comanda a @foue.tté, marca de acessórios para cabelos 100% handmade. Designer gráfica, cuida da cara do business no feed e nos Stories, e é a responsável pela criação e confecção das peças, junto com quatro costureiras. No catálogo (há até uma revistinha digital que fica nos “destaques” do perfil), estão scrunchies (ou frufrus), tiaras e laços. “Comecei fazendo para os amigos, montei o perfil em janeiro e deu certo. Nos últimos três meses, vendi mais de 400 itens para todo o País”, conta.

Também conforme dados do Instagram, mais de 140 milhões de empresas (de todo porte) no mundo usam os apps do grupo (Instagram + Facebook + WhatsApp) para turbinar as vendas. Pudera: 80% dos usuários seguem ao menos uma empresa no Insta, e um terço dos Stories mais visualizados são de perfis comerciais. As mulheres são as mais impactadas pelo conteúdo – 70% das brasileiras que usam o Insta** dizem saber do surgimento de um novo produto exclusivamente pela rede e 79% recomendam a ferramenta para outras mulheres que desejam começar a empreender. Nos EUA, ele já funciona como marketplace. Lá, algumas marcas usufruem do “Checkout on Instagram”, ferramenta que permite que os usuários finalizem as compras já no app. Por aqui, ainda não há previsão de lançamento da atualização.

Hummm… Não se convenceu de que o Insta pode ser, sim, um ótimo canal de vendas? Prazer, @izabelatavares. A paulista deixou a carreira de modelo para estudar gastronomia aos 25 anos e, hoje, aos 34, comanda a Iza Padaria Artesanal – que começou pela ferramenta e este mês vira, também, unidade física na Vila Madalena (SP). “O primeiro post dos meus pães rolou em 2014. Não sabia o que escrever e como aquilo reverteria em vendas. Um ano depois, meu negócio estava megaprofissional e, agora, vendemos mais de 250 pães por semana.” Chique!

Melissa Amorim, head de comunicação Latam do Instagram, ensina como não contar com a sorte: 1. Anuncie novidades, promoções e bastidores nos Stories; 2. Marque preços nas fotos (isso reduz tempo de pesquisa e aumenta conversão + receita); 3. Olhos atentos nos Directs. “Mais de 150 milhões de usuários conversam com empresas por lá todo mês. Ele é ‘O’ canal direto e pessoal.” No mundo real ou no virtual, o cliente sempre tem razão. Sempre.

*Dados enviados à glamour pelo Instagram **Pesquisa Ipsos com empreendedoras no Brasil feita entre 2 de março e 14 de março de 2018

Gostou da nossa matéria? Clique aqui para assinar a nossa newsletter e receba mais conteúdos.

Artigo Original

Deixe uma resposta