Menu fechado

«De Tomás? É como fazer um avião para dar a papinha a um bebé…»

«De Tomás? É como fazer um avião para dar a papinha a um bebé...»

O treinador do Benfica, Bruno Lage, falou sobre o bom momento de Pizzi, a seca de golos de Seferovic e Raúl de Tomás e ainda falou sobre a titularidade de Fejsa, que esteve perto de sair, mas que foi titular neste sábado  na vitória sobre o Gil Vicente.

«Situações que só acontecem porque o mercado termina no final de agosto. Há jogadores que ficam divididos entre ficar e prosseguir carreira noutro lado. Mas depois o mercado fecha e temos de dar oportunidade aos jogadores que nos podem dar muito e que trabalham para mostrar que merecem a confiança, como faz o Fejsa.»

[se a veia goleadora de Pizzi tem surpreendido]

«Não porque vejo o trabalho diário dele. Além da qualidade individual, tem uma entrada forte à área e facilidade em fazer golo. Hoje na bola parada nem devia estar ali, mas sentiu que era lá que a bola ia cair e fazer mais um golo.»

[sobre a seca de golos dos avançados]

«Essa pergunta surge depois de no primeiro golo, ter havido mais uma oportunidade para o Raúl de Tomás marcar. Mas aconteceu mais um autogolo. Estamos a falar de um jogador que foi o nosso melhor marcador na época passada e de outro que vai correspondendo com qualidade. E temos ainda o Jota com muita vontade de aparecer também.»

[começa a sentir que há ânsia de Raúl de Tomás em marcar?]

«Ele tem que ter [ânsia pelo primeiro golo]. É como quando fazemos o avião com a papinha para um bebé e depois tiramos-lhe boca: ele fica irritado. Neste caso, ele estava duas vezes preparado para marcar e apareceu alguém a impedir.»

Artigo Original

Deixe uma resposta