Menu fechado

Converter um vídeo em um GIF animado-veja como fazer usando o ffmpeg

Como converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg

Se você quer levar seus vídeos para a web na forma de imagens animadas, veja como converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg.

O GIF, ou Graphics Interchange Format ou formato de intercâmbio de gráficos) é um formato de imagem muito usado na Internet. Criado pela CompuServe em 1987, para disponibilizar um formato de imagem com cores em substituição do formato RLE, que ainda era apenas preto e branco.

Como converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg
Como converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg

Se você quer levar seus vídeos para a web na forma de imagens animadas, vejamos como converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg.

Este método é um dos melhores para converter um vídeo em uma imagem gif animada em sistemas Linux (quase qualquer distribuição) e também uma excelente opção para usuários de Windows e Mac.

Neste artigo, mostrarei como converter um vídeo em um GIF animado usando o ffmpeg.

Ainda não tem o ffmpeg instalado? Para instalar a versão mais recente do FFmpeg nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar o framework multimídia FFmpeg no Linux via Snap
Como instalar a versão mais recente do FFmpeg no Linux Debian, Ubuntu e Fedora
Como codificar vídeo H.265 usando FFmpeg no Linux (4K e 8K)

Como converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg

Para converter um vídeo em um GIF animado usando ffmpeg, primeiramente, abra um terminal.

Vamos começar a ver diretamente como transformar qualquer arquivo de vídeo em um arquivo GIF animado usando ffmpeg.

Como já vimos em outras ocasiões, e seguindo a estrutura básica do comando ffmpeg, a única coisa que precisamos fazer para obter um arquivo GIF animado é incluir a extensão .gif no arquivo de saída e o ffmpeg saberá o que Faz.

Portanto, para transformar um arquivo de amostra (exemplo.mp4) em formato GIF animado, basta inserir o seguinte comando:

ffmpeg -i exemplo.avi exemplo.gif -hide_banner

O processo é concluído rapidamente (esse processo de conversão é muito rápido) e obtemos o arquivo de saída exemplo.gif. Bem, agora temos em mente o seguinte:

Primeiro, e o que é certamente o mais importante, esse processo converteu um arquivo de 767KB (vídeo mpeg4 com uma taxa de bits de 430kb/s) em um arquivo GIF animado que ocupa mais de 20 MB de espaço de armazenamento (a taxa de bits do novo arquivo é 11820kb/s, 25 vezes maior que o original).

Nesse caso, não tem efeito porque o vídeo original não tinha som, mas também precisamos saber que os GIFs animados não podem ter som; portanto, o áudio seria perdido no processo.

O tamanho do arquivo é um problema nos arquivos de vídeo muito grandes. É por isso que GIFs animados geralmente são usados ​​em vídeos ou animações muito curtos (com duração de apenas alguns segundos).

O formato GIF animado é basicamente uma sequência de imagens GIF, por isso não oferece compactação de vídeo como os outros codecs de vídeo e, portanto, produz arquivos muito grandes.

Se você ainda está se perguntando por que devemos usar esse formato, a verdade é que acho que todo mundo usará gradualmente outros formatos de vídeo, mas, por enquanto, eles são usados ​​porque é mais fácil colocar uma foto em um site do que um vídeo ( é mais fácil incluir uma tag - Como instalar o conversor de vídeo VideoMorph no Ubuntu, Debian e derivados do que incluir uma

Nesses dispositivos, os elementos de vídeo nos sites não permitem determinadas opções.

Entre essas opções, há a opção de auto-reprodução (parâmetro de reprodução automática); portanto, um vídeo começa a ser reproduzido imediatamente quando a página é carregada.

Nesses dispositivos, se o usuário não pressionar o botão de reprodução, o vídeo não começará a ser reproduzido. Isso não acontece com os GIFs animados que podem se reproduzir imediatamente nesses dispositivos; por isso muitos sites os usam.

Diante do exposto, há algumas coisas que podemos fazer para ter arquivos desse tipo com um tamanho mais gerenciável:

Primeiro, tente deixar o vídeo o mais curto possível. Se um vídeo tem duração de 20 segundos e 5 deles realmente não contribuem para o vídeo, podemos remover o vídeo de 15 segundos e, portanto, menor.

É possível reduzir a resolução do vídeo. Por exemplo, se você tiver um vídeo de 1920×1080 (HD), podemos reduzi-lo para uma resolução de 300×168. Essa redução tornará a resolução de cada imagem menor e, portanto, todo o vídeo também.

(No exemplo que mencionamos antes de obtermos um vídeo 40 vezes menor). A desvantagem de fazer isso é que também reduzimos a qualidade do vídeo e, se tentarmos reproduzi-lo em uma grande janela, teremos muita “pixelização”.

Outra coisa muito comum que podemos fazer é reduzir os quadros por segundo do vídeo. Podemos converter um vídeo de 30 quadros por segundo em um GIF animado de 10 quadros por segundo e, portanto, ter um arquivo 3 vezes menor. O problema é que perderemos uma sensação de suavidade no vídeo.

Como deu para ver não basta apenas converter o vídeo em um Gif animado, é preciso prepará-lo antes, para obter um arquivo com tamanho adequado.

Espero que esses pontos possam ser úteis para ter animações GIF com tamanho menor e, se não forem suficientes, podemos combiná-las para ter tamanhos de arquivo menores. Veremos alguns exemplos.



O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo – Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:


Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro

Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Artigo Original

Deixe uma resposta