Menu fechado

Como fazer compras responsáveis com o 13º salário? – Konta Azul

Como fazer compras responsáveis com o 13º salário? – Konta Azul

Fim de ano chegando e, com isso, as pessoas começam a planejar o Natal as festas de Ano Novo e as viagens que pretendem fazer com a família. E também a estabelecer as metas para o ano seguinte. Para conseguir colocar em prática tudo isso, muita gente conta com um grande aliado, que é o décimo terceiro salário.

Saiba mais

Open Banking é solução para ampliar eficiência e promover inclusão no sistema financeiro

2020: A revolução dos meios de pagamento

Esse salário extra é um importante direito trabalhista, uma gratificação recebida no final de cada ano, que proporciona uma maior qualidade de vida às famílias neste período, além de movimentar a economia em um momento de recesso.

Entretanto, há muita gente que se equivoca no momento de escolher um destino para o décimo terceiro salário. Isto é, usam esse salário extra de forma nada inteligente – desperdiçando dinheiro e, muitas vezes, prejudicando as finanças.

Mas, então, como fazer compras responsáveis com o 13º salário e utilizá-lo de maneira inteligente? O educador financeiro parceiro da Philips Walita, André Bona, traz algumas dicas que podem ajudar qualquer pessoa a dar um bom destino a este ganho extra no final do ano.

O que não fazer com o décimo terceiro salário

Bona ressalta que, infelizmente, muitas pessoas fazem mau uso desse salário extra. “Esse benefício é mal-empregado, principalmente, quando serve para fazer dívidas. Por incrível que pareça, há quem acabe piorando sua situação financeira com esse dinheiro, endividando-se e prejudicando seu orçamento para o próximo ano”.

Isso acontece, por exemplo, quando o indivíduo utiliza o décimo terceiro para dar de entrada no financiamento de um carro, financiar um imóvel ou outro produto de alto custo. Dessa forma, a pessoa inicia uma nova dívida – que deve se manter ao longo de muitos anos, comprometendo os meses futuros.

“Por conta disso, criar dívidas é uma péssima escolha de uso desse dinheiro extra, sobretudo quando não há garantia de rendimentos suficientes para quitação das parcelas seguintes”, explica o educador financeiro.

Segundo ele, preferencialmente, o décimo terceiro salário não deve ser usado dessa maneira. Afinal, comprometer o orçamento para os meses seguintes pode ser prejudicial para sua vida financeira e poderá impedir que você atinja metas de médio e de longo prazo ou resolva emergências que possam aparecer no curto prazo.

“A consumação da compra de um produto de alto valor agregado deve acontecer somente após muito planejamento financeiro. Caso contrário, poderá haver a perda de melhores oportunidades e de dinheiro em si, pois você pode acabar pagando mais caro por conta da falta de organização”.

Como utilizar o seu décimo terceiro de forma inteligente

Por outro lado, é possível utilizar esse salário extra para pagar dívidas, adiantar a quitação de despesas de início de ano, formar a reserva de emergência e separar uma parte do dinheiro para realizar compras inteligentes, adquirindo produtos que possam agregar ao cotidiano do consumidor e lhe trazer benefícios.

É o caso do investimento em utensílios para a casa, que são itens necessários e importantes para as atividades diárias – que costumam oferecer facilidades e tendem a estarem presentes em momentos prazerosos junto à família e amigos.

No entanto, o educador financeiro destaca que é preciso atenção na hora escolher um eletrodoméstico, por exemplo.

“Vamos supor que você tenha um liquidificador cuja jarra quebrou. Nesse caso, você tem duas opções: ou compra uma jarra nova, que pode acabar custando o equivalente ao valor de um produto novo, ou compra um liquidificador mais moderno”.

Com a primeira opção, Bona explica que o consumidor corre grande risco de jogar dinheiro fora. Na prática, ele vai acabar investindo o dinheiro do décimo terceiro salário em um produto que pode deixá-lo novamente em uma situação delicada, pois são grandes as chances de o produto durar pouco – e você precisar repetir esse ritual constantemente.

“Essa é uma situação característica de quando o barato aqui sai mais caro”, diz o educador.

O mesmo acontece quando o consumidor opta por adquirir um produto de qualidade inferior. Além de durarem menos, estes produtos podem comprometer a usabilidade ao longo do tempo e, na prática, poderão não atender às necessidades do consumidor no dia a dia.

Por isso, a maneira mais inteligente seria buscar um produto diferenciado, de qualidade e que tenha durabilidade e confiabilidade maiores. É o caso, por exemplo, do liquidificador Philips Walita com jarra Duravita, que tem alta resistência, é BPA free, garantia de 2,5 anos e a característica principal de ser inquebrável, além de não pegar cheiro e manchar.

Dessa forma, você não apenas faz um bom uso do seu 13º salário, como também não precisará se preocupar com a reposição desse utensílio durante muitos anos. E, assim, você poderá destinar seu orçamento futuro para aplicar em outros produtos – destinando, inclusive, o dinheiro a objetivos ainda maiores.

Pensar no seu bem-estar é fundamental

Portanto, para usar o 13º salário de maneira inteligente, é imprescindível que o consumidor se atente às compras responsáveis, preferindo produtos de qualidade, com alta durabilidade e garantia diferenciada.

Assim, você evita gastar este dinheiro extra para fazer novas dívidas e aplica o 13º salário em produtos que, de fato, farão a diferença no seu dia a dia por muitos anos.

O educador financeiro destaca que pensar no seu bem-estar e na sua saúde financeira na hora de utilizar o 13º salário é fundamental. “Lembre-se apenas que a decisão de como aplicar esse dinheiro é só sua, e as consequências desta escolha também. Portanto, pense a respeito e faça escolhas sábias, pois o seu dinheiro deve ser utilizado no que realmente vale a pena para você e para sua família”, finaliza Bona.

Artigo Original

Deixe uma resposta