Menu fechado

Como fazer acordo até domingo no Feirão Limpa Nome do Serasa Consumidor

Como fazer acordo até domingo no Feirão Limpa Nome do Serasa Consumidor

Começa na quinta-feira (21) o feirão online do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) para consumidores que precisam renegociar dívidas e limpar o nome. O serviço deve oferecer descontos de até 90% de descontos nas dívidas em atraso, com cerca de 120 empresas participantes. O feirão estará disponível em 15 cidades - São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Recife, Goiânia, Cuiabá, São Luis, Teresina, Rio Branco e Manaus, Feira de Santana (BA), Ibirité (MG), Pato Branco (PR) e Santo Antônio da Platina (PR). O serviço vai até o dia 15 de dezembro. Entre as empresas que farão parte do feirão estão bancos, consórcios, operadoras de telefonia, construtoras, supermercados e empresas do comércio e do ramo de serviços. Além dos descontos, também serão oferecidos como opções de renegociação parcelamentos maiores ou novo prazo para quitar a dívida. Para renegociar dívidas e limpar o nome no feirão do SPC, o consumidor precisa: verificar no site do feirão se a empresa para a qual ele está devendo está participando fazer um cadastro no mesmo site após a confirmação do cadastro, consultar o seu CPF para checar se tem alguma pendência. Essa consulta é gratuita se tiver alguma dívida, verificar se ela está disponível para renegociação dentro do próprio site após a renegociação, o consumidor pode baixar os boletos com as novas condições de pagamento Segundo o SPC Brasil, a quantidade de pessoas que têm contas em atraso cresceu 1,58% em outubro na comparação com o mesmo mês de 2018. A maior parte das dívidas em aberto é instituições financeiras, com 53%. Já o comércio tem 17% do total de dívidas. O setor de comunicação, 12% e as empresas de fornecimento de água e luz, 10%. O presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, diz que o fim de ano é um momento propício para quitar dívidas, pois muitos consumidores recebem o 13º salário. Ele cita ainda a recente liberação dos recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) pelo governo.


Como fazer acordo até domingo no Feirão Limpa Nome do Serasa Consumidor. O “Feirão Limpa Nome” da Serasa foi prorrogado até este domingo (22). O serviço é online e gratuito, e pode ser utilizado por consumidores que precisem limpar o nome e renegociar dívidas com pagamento atrasado, com descontos que podem chegar a até 98%.

Para participar, é preciso acessar o site do feirão na internet ou o aplicativo do Serasa Consumidor. Então, o consumidor precisa verificar se a empresa com a qual tem dúvida está na lista das 25 participantes (Santander, Itaú, Recovery, Ativos, Net, Claro, Embatel, Anhaguera, Credsystem, Ipanema, Unopar, Sky, Nextel, Banco BMG, Digio, Hoepers, Porto Seguro, Tricard, Oi, Zema, Unic, Fama, Pitágoras, Uniderp, Unime).

Para esta edição do feirão, a novidade é que o serviço de renegociação também está disponível para pessoas jurídicas (PJ). O número de empresas participantes, no entanto, é diferente. São 4 no total: Recovery, Claro, Net e Ativos.

O feirão da Serasa começou no início de novembro e, até o momento, teve cerca de 1,5 milhão de consumidores com dívidas renegociadas em aproximadamente 2,2 milhões de acordos. Segundo a Serasa, isso representa um crescimento de 263% em relação ao último feirão.

Ainda de acordo com a empresa, quase metade das dívidas renegociadas (47%) tiveram descontos acima de 80%, e 71% foram negociadas à vista.

Outro feirão

Além do feirão da Serasa, os consumidores com dívidas em atraso contam ainda com o evento do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) para tentar renegociar as pendências. Nesta segunda-feira (16), foi anunciada a prorrogação até o dia 23 o feirão online do SPC.

O feirão está disponível em 15 cidades – São Paulo, Belo Horizonte, Salvador, Fortaleza, Recife, Goiânia, Cuiabá, São Luis, Teresina, Rio Branco e Manaus, Feira de Santana (BA), Ibirité (MG), Pato Branco (PR) e Santo Antônio da Platina (PR).

Para renegociar dívidas e limpar o nome no feirão do SPC, o consumidor precisa se cadastrar e verificar no site do feirão se a empresa para a qual ele está devendo está participando.

Artigo Original

Deixe uma resposta