Menu fechado

como fazer a viagem mais longa do mundo

Gazeta do Povo

Demora quase uma manhã inteira para conseguir informações concretas sobre a viagem de ônibus mais longa do mundo. O ônibus sai do Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo, e chega até Lima, no Peru. São 6 mil km que passam por cinco estados brasileiros e sete departamentos peruanos até chegar no bairro de San Isidro, na capital peruana. A rota é feita pela Viação Expresso Ormeño e a saída acontece apenas uma vez por semana, às quintas feiras, às 20h.

Essa é sua matéria grátis do dia. Assine agora e tenha acesso ilimitado.R$ 0,99 no 1º mês

Para quem está disposto a conhecer o Peru pagando pouco e em uma aventura que dura quatro dias e meio apenas para chegar lá é uma opção, mas é preciso levar em conta as condições da viagem.
O ônibus passa por algumas das áreas mais isoladas do Brasil, então já leve em consideração que em vários lugares o sinal de celular ou internet pode ser inexistente. Tão pouco há luxo na viagem. O ônibus, um semi-leito da empresa não oferece travesseiro, produtos de higiene pessoal, água ou cobertor, então a bagagem de mão deve conter esses itens.

Além disso, não é permitido levar uma bagagem muito pesada ou com muitos volumes. São 30 quilos permitidos em apenas um volume, o excesso será pago a parte. A dica dos viajantes que já fizeram a aventura e compartilham suas experiências em blogs de viagem, é levar uma mochila com os itens de necessaire mais utilizados porque as paradas são rápidas.

Antes mesmo de chegar ao destino já é possível conviver com a cultura peruano, pois a maioria dos passageiros do ônibus é daquele país. Foto: Bigstock
Antes mesmo de chegar ao destino já é possível conviver com a cultura peruano, pois a maioria dos passageiros do ônibus é daquele país. Foto: Bigstock| Bigstock

São dezenas de paradas, mas não dá para ficar muito tempo fora do ônibus entre elas. A primeira é em Maracaí, ainda no interior de São Paulo, mais de dez horas de viagem depois da saída de origem. Então, é preciso desacostumar ao banho diário durante o trajeto.

7 minutos para o banho

Uma parada mais longa é feita só no dia seguinte, em Cáceres, já em Mato Grosso do Sul, onde é possível tomar um banho (cobrado à parte em uma média de R$ 5 reais a cada 7 minutos). O banheiro também é cobrado à parte.

Os trechos de parada passam ainda por Campo Grande, Cuiabá, Porto Velho, Rio Branco e Assis Brasil. Já no Peru, algumas paradas acontecem em Ica, Nazca, Abancay, Cuzco, Puerto Maldonado e Iñapari.

Pelo telefone, o atendente da Viação Ormeño, que preferiu não se identificar, conta que, dependendo da época do ano, o ônibus chega a partir quase lotado, mas não há como prever. O ideal é embarcar na aventura em baixa temporada. “Como as passagens são compradas com pouca antecedência não tem como prever a lotação”, explicou.

No caminho ao Peru, a Estrada Interoceânica do Sul é uma atração à parte. Foto: Wikimedia Commons.
No caminho ao Peru, a Estrada Interoceânica do Sul é uma atração à parte. Foto: Wikimedia Commons.

Parte do trajeto é feito pela Estrada Interoceânica do Sul, que liga o Brasil a costa peruana do oceano Pacífico no Peru. Em alguns trechos, a altitude chega a 4.750 m na Cordilheira dos Andes.

Chegando ao bairro de San Isidro, o fim do arco-íris na viagem de mais de quatro dias. Foto: Bigstock
Chegando ao bairro de San Isidro, o fim do arco-íris na viagem de mais de quatro dias. Foto: Bigstock

Também conhecida como Estrada do Pacífico, a Estrada Interoceânica do Sul é uma estrada binacional e liga o noroeste do Brasil (no Acre) ao Peru. Em território brasileiro a estrada começa na BR-364, em Porto Velho e no Acre continua como BR-317, que passa por Rio Branco do Sul e vai até Assis Brasil, na tríplice fronteira com o Peru e Bolívia.

O ponto de chegada é San Isidro, um dos bairros nobre de Lima, que tem várias opções de hospedagem. Em Lima, depois de descansar da viagem de 96 horas, já dá para curtir as opções turísticas e fazer um belo passeio por lá.

Em Lima, ponto final da viagem, já é possível curtir a cultura e arquitetura que o país oferece. Foto: Bigstock
Em Lima, ponto final da viagem, já é possível curtir a cultura e arquitetura que o país oferece. Foto: Bigstock

Serviço:

Viação Expresso Ormeño fica no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo. O guichê da empresa é o 381 e o telefone: (011) 2089 1196. O ônibus sai apenas uma vez por semana, às quintas, às 20h.

Não é possível fazer a simulação da compra pela internet no site da empresa, mas a passagem custa R$ 786,00 mais R$ 8 de taxa de embarque. Duas empresas de reservas onlines e compras de passagens de ônibus foram consultadas, a Busbud e a Clickbus, mas o destino também não pode ser comprado pelos sites.

Artigo Original

Deixe uma resposta